quinta-feira, 29 de março de 2012

Na barriga da mamãe

Conversando com outra pessoa sobre a gravidez do Rapha, na frente dele, percebo a cara de confusão da criatura, e tento me explicar:

- Rapha, você já morou dentro da barriga da mamãe por 9 meses, como o bebê que está aqui agora.

- Mamãe, quero voltar pra sua barriga.

(Nessa hora eu morro um pouquinho.)

- É, meu amor, mas agora você já é grandinho, não cabe mais. Só cabe bebezinho muito pequenininho. Olha só que meninão bonito que você já é.

- Não tem problema, mamãe. Eu tô comendo essa uva pequenininha e vou ficar pequenininho que nem ela, e vou poder caber aí. E eu vou ficar dentro da barriga da mamãe junto com o meu Nininho*. E eu não sou grande não. Grande é a mamãe, o papai, a Tereza... Eu sou pequenininho, pequenininho.

(E então eu morri mais.)


* Nininho é o nome da naninha amada e inseparável do Rapha. 

12 comentários:

  1. Que lindo! Aperta o coração, não é mesmo? Quantas vezes fiquei assim e ainda fico... Difícil demais!
    Mas o melhor que temos a fazer é mostrarmos que eles também foram assim... pequenos... que viveram tudo que acontecerá com o bebê.
    Outro dia mesmo mostrei fotos para o Felipe e para o Thomas. Mostrei que o Felipe mamou.... Thomas também... Acho que precisamos aproximar dessa maneira e abraçar, abraçar e beijar muito esses pequenos, que ainda entendem tão pouco, que querem a mamãe só para eles.
    Adorei seu comentário, viu! Que bom que gostou e acho a ideia da árvore na parede linda, linda. Mandarei uma foto que tenho para vc se inspirar mais ainda. Quanto aos bichos, você terá mil opções. Ando na correria para te escrever uma carta (espero que entenda), mas não desisti... Viu!
    Me fale depois qual bicho ou o tema do quarto e aí te dou umas dicas, quem sabe mando algo para seu pequeno. Me fale, tá!
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  2. Que fooofo! Minha cunhada está grávida e Bento descobriu há pouco que os bebês ficam na barriga das mães antes de nascerem. Aí ficou todo interessado quando falei que ele tb estava na minha barriga, rs... É muita fofurice né!
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Ounh! Que fofo!
    Hoje em dia o Enry já sabe que morou na minha barriga, e de vez enquando pede pra voltar! rsrsrs

    Não dá vontade de dar muitos amassos e beijinhos nessas fofurices todas?

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ai que lindo..mas que eh de cortar o coração eh,. ne? A gente pensa que eles nao sentem a chegada do irmao por serem pequenos, mas sentem...

    ResponderExcluir
  5. ai, queridona, que coisa, as crianças são muito sábias e nos ensinam (e fazem chorar e emocionar) a cada dia... beijos!

    ResponderExcluir
  6. Fico sempre chocada em ver como esses pequenos nos surpreendem a cada dia! Bjs mil

    ResponderExcluir
  7. Que coisa mais linda!! Não resta outra coisa a fazer senão amassar e beijar muito esse pequeno!!!

    ResponderExcluir
  8. Como se segurar diante de um diálogo desse? Coisa mais fofa!!!

    E haja coração.
    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Aaaahhhhhhh
    Que coisa linda!! Dá um beijo nele por mim, porque fofo desse jeito merece um monte de beijos!!

    ResponderExcluir
  10. Que fofo!!!
    Esse meu sobrinho não existe...
    Bjos,
    Tia Déa.

    ResponderExcluir

Deixe um comentário e uma mamãe feliz!